Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Imprensa > Notícias > Prefeitura de Barra Mansa mantém acompanhamento a famílias afetadas pelas chuvas
Início do conteúdo da página

Prefeitura de Barra Mansa mantém acompanhamento a famílias afetadas pelas chuvas

Publicado: Quarta, 15 de Janeiro de 2020, 18h33 | Última atualização em Quinta, 16 de Janeiro de 2020, 12h40

Gestão une forças para solucionar problemas decorrentes dos temporais

 

As chuvas têm causado danos por diversas regiões de Barra Mansa. Somente nesta primeira quinzena de janeiro já choveu mais de 150 mm, segundo a Defesa Civil. Atenta as dificuldades dos cidadãos, a Prefeitura de Barra Mansa está realizando uma força-tarefa envolvendo as Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos e a Defesa Civil com o objetivo de minimizar as consequências das enchentes.

O banco de dados da secretaria de Assistência conta atualmente com 58 famílias cadastradas. A inserção destas famílias no plano de ação da Pasta é feita após levantamento realizado por agentes do próprio órgão que, em visita aos bairros afetados, recolhem informações sobre as perdas materiais e documentais dos moradores.

Já o trabalho da Defesa Civil é direcionado a avaliação de segurança dos imóveis e, se necessário, a interdição.  

O prefeito Rodrigo Drable pontuou a alternativa que esta em curso para solucionar as carências da população. “Na última semana, o governador em exercício, Cláudio Castro, visitou Barra Mansa, acompanhado do deputado estadual Marcelo Borges. Na ocasião, reafirmou a entrega de 400 quatrocentas casas ainda este ano. O quantitativo é suficiente para atender as demandas dos moradores que residem em áreas ribeirinhas e de encostas”, destacou Rodrigo.  

O prefeito ainda ressaltou a importância das medidas serem tomadas da maneira correta. “A pessoa está em uma área de risco, onde existe a reincidência de problemas. Entregaremos a unidade habitacional para essa família, mas ela tem que ser removida compulsoriamente. Faremos a remoção da família, a derrubada do imóvel e a reurbanização de toda a margem do rio. Sabemos que a pessoa não está ali porque quer, mas por falta de opção. Temos que oferecer a opção; dar a elas uma habitação digna com toda a qualidade possível e depois fazer a derrubada da casa”, frisou.      

A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ruth Coutinho, relatou como esta sendo desenvolvida a parceria com a Defesa Civil em prol de sanar os problemas. “Há uma ação conjunta da Assistência com a Defesa Civil. Comparecemos as residências indicadas pela coordenadoria e fazemos o acompanhamento das famílias. Através de um atendimento sócio-assistencial, fornecemos o suporte aos afetados em suas necessidades. A Secretaria de Assistência tem promovido também a entrega de cestas básicas aos atingidos, mediante a avaliação feita após as enchentes na última quinta-feira”, destacou Ruthinha.

O coordenador da Defesa Civil, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, pontuou o papel da coordenadoria. “A Defesa Civil atende a todas as solicitações de vistoria das casas. Posteriormente é feito o contato com a Secretaria de Assistência e indicado a localidade para a visitação”, informou Serginho. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página