Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Imprensa > Notícias > Prefeitura de Barra Mansa segue em alerta no período de chuvas
Início do conteúdo da página

Prefeitura de Barra Mansa segue em alerta no período de chuvas

Publicado: Quinta, 02 de Janeiro de 2020, 18h45 | Última atualização em Quinta, 02 de Janeiro de 2020, 18h46

Defesa Civil do município realiza diariamente acompanhamento e orienta moradores a entrarem em contato com o órgão ao perceber qualquer risco

 

O ano de 2020 começou e os meses compreendidos entre janeiro e março são caracterizados por períodos de alerta onde as chuvas acontecem com maior frequência e de forma intensa. Com o intuito de sanar maiores consequências ocasionadas por temporais, a Prefeitura Municipal trabalha em constante vigilância. Uma atenção maior é destinada as áreas de risco, como regiões ribeirinhas e locais com possibilidade de deslizamento de encostas.

A Defesa Civil de Barra Mansa tomou diversas iniciativas para este verão, como a reativação de dez sirenes no município. Já no bairro Nova Esperança acontece todo dia 10 de cada mês um simulado com a população. Além disso, houve a disponibilização de um cadastro via SMS que pode ser feito através do envio do número do CEP para o 40199, o morador ao informar dados referentes à sua localização receberá comunicados sobre a ocorrência de chuvas.

A Prefeitura de Barra Mansa reforça a importância de o munícipe entrar em contato com a Defesa Civil a qualquer indicação de chuva forte, o número de telefone do órgão é 199.

O coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, pontuou medidas a serem tomadas que contribuem com o trabalho da Defesa Civil e busca a resolução de problemas. “É importante uma conscientização da população para que as chuvas não tragam grandes problemas aos moradores, como descartar o lixo de forma correta a fim de não aumentar o risco de enchentes”, destacou Sérgio.

O coordenador ainda ressaltou a importância da união entre moradores e o poder público. “Enfatizamos que as pessoas que moram próximo as encostas ou a beira dos rios busquem a Defesa Civil para que a mesma compareça ao local e ao ouvir o acionamento das sirenes, deixem a localidade o quanto antes”, frisou.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página