Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Imprensa > Notícias > Barra Mansa atua para solucionar efeitos da chuva
Início do conteúdo da página

Barra Mansa atua para solucionar efeitos da chuva

Publicado: Segunda, 23 de Dezembro de 2019, 16h18 | Última atualização em Segunda, 23 de Dezembro de 2019, 16h18

Defesa Civil, Saae, Secretarias de Ordem Pública, Manutenção Urbana e Assistência Social estão atentas aos desdobramentos do temporal deste último domingo, dia 22

 

O temporal que caiu sobre a Região Sul Fluminense na noite deste domingo provocou estragos em Barra Mansa. Por volta das 18h a via Sérgio Braga alagou, deixando o trânsito parcialmente comprometido; também houve alagamento de outras vias públicas e o transbordamento do Rio Barra Mansa, na altura do bairro Nova Esperança. Na localidade, as sirenes de alerta foram acionadas.

Com a chegada do verão e da temporada das chuvas fortes, a Defesa Civil está em estado de alerta com atenção redobrada por todo o município, principalmente nas regiões ribeirinhas e áreas com risco de desabamento de encostas.

Na manhã desta segunda-feira, 23, o órgão em conjunto com as Secretarias de Manutenção Urbana, Assistência Social e Direitos Humanos, Ordem Pública e o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa), está atuando nas áreas onde as chuvas provocaram danos.

No Nova Esperança, o Saae está realizando a limpeza da Rua Florianópolis. A autarquia também direcionou equipes para a Rua José Henrique Batista (ligação do bairro Roselândia com Jardim Primavera); Estrada Governador Chagas Freitas (Bocaininha); e proximidades do Clube Azteca, Vila Nova a fim de realizar o serviço de retirada de lama e coleta de entulhos.

O coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, comunicou os desdobramentos da chuva ocorrida na noite deste domingo. “No Carfanaum, local onde é feita a medição do volume de água do Rio Barra Mansa, próximo ao bairro Santa Clara, chegou a atingir a altura de 3,05m (metros). Porém, o impacto gerado não é tão grave, pois a calha do rio lá em cima é menor. Houve o transbordamento de uma parte da Rua Florianópolis. Acionamos as sirenes porque havia previsão de mais chuvas. Tivemos também um deslizamento de duas moradias do mesmo imóvel no bairro Siderlândia e o local foi interditado. Uma avaliação será feita nas moradias”, informou Sérgio.

O coordenador de resíduos sólidos do Saae, Jackson Rabelo, pontuou as atividades que estão sendo promovidas pela autarquia. “Estamos retirando entulhos nos bairros, fazendo a raspagem de terra e lama. Estamos concentrados em todas as áreas afetadas com deslizamento e alagamentos”, frisou Jackson.

O secretário de Ordem Pública, Luiz Furlani, indicou cuidados a serem tomados pela população. “Em virtude do temporal deste domingo a Rua José Henrique Batista que une os bairros Jardim Primavera e Roselândia, está com grande acúmulo de lama, tornando-se intransitável. Não é possível realizar o deslocamento de veículos de grande porte, como ônibus e caminhões. A equipe da Prefeitura buscará liberar a via”, destacou Furlani.

A Prefeitura de Barra Mansa solicita a população para que faça contato com a Defesa Civil a qualquer sinal de risco. O número é o 199. Quem desejar receber informações, via SMS, da Defesa Civil Estadual sobre riscos de temporais deve cadastrar o número do CEP para o qual deseja atendimento no  40199.

registrado em:
Fim do conteúdo da página