Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Imprensa > Notícias > Defesa Civil de Barra Mansa realiza simulado para marcar o Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres
Início do conteúdo da página

Defesa Civil de Barra Mansa realiza simulado para marcar o Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres

Publicado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 17h58 | Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 18h25

 

 

 

Localidade foi escolhida em função dos recorrentes transbordamentos do Rio Barra Mansa

 No Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres, celebrado nesta sexta-feira, 29, agentes da Defesa Civil de Barra Mansa realizaram pela primeira vez no município o simulado de sirenes e de desocupação de parte da área do bairro Nova Esperança. O exercício foi acompanhado pelo coordenador da Redec Sul, tenente Vanildo Silva Celebrim, e representantes dos órgãos municipais que atuam diretamente no apoio a execução Plano Emergencial Municipal - Saae-BM e as Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ordem Pública, Manutenção Urbana e Saúde.

 A escolha da área do Nova Esperança ocorreu em função dos recorrentes transbordamento do Rio Barra Mansa durante a temporada de chuvas fortes. A dinâmica do exercício utilizou tanto as sirenes de alerta quanto o aviso de risco feito por meio da sirene móvel da própria Defesa Civil Municipal.

 De acordo com o coordenador da Defesa Civil-BM, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, o simulado teve a finalidade de consolidar a cultura de prevenção, integrar a sociedade e o poder público e ainda orientar a comunidade sobre como agir nos casos de alagamento.

- Testamos os equipamentos e opcionalmente fizemos o acionamento remoto das sirenes, ou seja, pelo aplicativo do celular. Mas, as sirenes também podem ser ligadas manualmente ou pelo computador. Durante a operação, observamos que o volume do sinal de alerta da sirene precisa ser reajustado. Acionamos as sirenes às 10 horas e enviamos SMS de alerta aos moradores cadastrados no sistema. Os moradores foram encaminhados para o Colégio Municipal Clécio Penedo, que funcionou como ponto de apoio. Servidores da Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos simularam o preenchimento de formulário contendo informações sobre número de pessoas na família, se existe algum portador de necessidade especial, crianças e idosos - destacou.

A desocupação das residências seguiu protocolos de resposta a desastres naturais previstos no Plano de Emergência da prefeitura. O simulado durou em média quarenta minutos.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página