Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Imprensa > Notícias > Barra Mansa adere à campanha de prevenção às queimadas
Início do conteúdo da página

Barra Mansa adere à campanha de prevenção às queimadas

Publicado: Quinta, 11 de Julho de 2019, 19h55 | Última atualização em Quinta, 11 de Julho de 2019, 19h55

Placas informativas foram instaladas em pontos estratégicos com objetivo de conscientizar a população sobre os danos que a pratica causa ao meio ambiente

Com o objetivo de garantir o equilíbrio do meio ambiente na região, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul (CBH-MPS) lançou neste mês uma campanha de prevenção às queimadas. Tendo em vista que a escassez da chuva contribui diretamente nesse aumento, a Prefeitura de Barra Mansa, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com apoio da Coordenadoria de Trânsito e Transporte (Coortran), iniciou nesta quinta-feira (11) a instalação de quatro placas contendo informações sobre os prejuízos ambientais causados pelas queimadas, além de divulgar o número do disque denúncia para relatos do crime, através do 193.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Barra Mansa, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, acompanhou a instalação das placas e informou que a ação tem como objetivo principal minimizar o máximo possível o impacto negativo dessa prática ao meio ambiente.

- Essa campanha é um alerta e um pedido para que a população tenha mais conscientização em relação ao assunto. É extremamente importante que as pessoas informem casos de queimadas através do disque denúncia. Prontamente a situação será averiguada e regularizada, ressaltou.

Ainda de acordo com o secretário, os dias secos nesta época do ano são um fator que contribui no aumento de ocorrências de incêndios nas áreas de mata, mas boa parte das queimadas poderia ser evitada com pequenas atitudes e mais cuidado com o ambiente.

 

-Jogar lixo na estrada influencia também para o inicio das chamas, bem como uma guimba de cigarro. Evitando atos como esses, já é um meio de contribuir com o meio ambiente, concluiu Beleza.

A queimada sem licença do órgão ambiental é tida como incêndio criminoso e é punida pela Lei de Crimes Ambientais de número 9.605/98. A penalidade para quem comete essa prática é de um a quatro anos de reclusão. Denúncias ou dúvidas também podem ser relatadas através do telefone da secretaria: (24) 2106-3406.

registrado em:
Fim do conteúdo da página